domingo, 12 de fevereiro de 2012

Zoé 90

O Agito Cultural merecerá um post só dele aqui na Zarayland, mas não será desta vez. Agora vou contar sobre uma casa, onde parte desta trupe de atores foi morar em 1997/98. Na Rua Zoé, nº 90 em Juscelino – Mesquita - RJ. A famosa Zoé90.

Estavam procurando casa, Robson Luy, Kátia Vidal e Lu Ramos todos na mesma época. Cada um queria um espaço pequeno, um apezinho, um cantinho próprio. Mas o destino colocou um casarão em suas mãos. Quatro quartos, cozinha gigante, quintal com duas mangueiras frondosas, terraço coberto. Uma verdadeira mansão. Ao invés de cada um alugar seu kitnet, uniram-se e alugaram o chateau.

Batizada de Zoé90, a casa virou um misto de centro cultural, sede do PT, point para festas, cantinho dos doidões e mais tantas outras funcionabilidades que não me atrevo a contar. Teve lançamento da revista Sagarana, exposição, debates, escola de capoeira, festas e mais festas e a Copa do Mundo de 98.

Não me esqueço daqueles dias. A televisão no quintal, o bolão para quem faria o primeiro gol, o Robson Luy alheio a Copa como nunca vi alguém na minha vida. E as festas depois de cada vitória. Como era bom! Até mesmo quando o Brasil perdeu para a França na final, olhamos tristes para cara um do outro. Como se lamentássemos não a derrota, mas sim a festa que não rolaria. “Ah que se dane! Som na caixa Dj!!!”

Lembro-me que uma vez cheguei lá e eles (os moradores e os frequentadores) estavam lendo uma peça de teatro, numa rodinha, assim despretensiosa. Cada um escolhia um personagem e rolava assim uma leitura dramatizada. Uma peça por semana até descobrirem o que iriam encenar. Achei tão ducaraio a idéia que imitei numa época de entre-safra do Desmaio Públiko, sugeri aos amigos poetas que uma vez por semana nos reuníssemos num bar só para ler os poetas consagrados. Debruçássemos-nos sobre um autor por vez. E virou um sucesso as nossas rodas de leitura.

Não durou muito. Todos nós sentimos muito quando tiveram que sair dali, se não me engano por problemas estruturais (umidade e rachaduras condenaram a maloca). Depois de uma reforma, a casa continua lá, no mesmo endereço, rua Zoé nº 90, mas há muitos anos que deixou de ser a Zoé90.

3 comentários:

Wellington Oliveira ( MOSSAD) disse...

Alo,licença to entrando forte abraço meu camarada adorei o blog parabens
e desde já o convido para fazer uma visitinha na minha humilde home..
Cinema,fotografia,arte e algumas cositas mas.....Seja muito bem vindo...

Denise disse...

Esse era " Um lugar do C..."!!

Zaray disse...

Denise,realmente era "Um Lugar do Caralho!" como a música d Júpiter Maçã!